Fenómenos nervosos no Idoso

17/03/2010 Uncategorized

 Fenómenos nervosos
 
No idoso o impulso motor voluntário, partido dos neurones cerebrais, é normal, embora atenuado.
A explicação do facto reside em complicadas inter-relações de vários sectores nervosos, de que depende o chamado estado central do neurone motor e do número destes que são solicitados para o acto mecânico.
Também a velocidade da condução nervosa do estímulo motor no idoso é mais lenta do que na pessoa jovem.
O desencadear do gesto motor torna-se, portanto, mais lento, e a sua prontidão e precisão nem sempre são as desejadas.
No fenómeno nervoso, está também em causa a componente sensitiva, igualmente afectada, tanto na sua condução centrípta como na sua percepção pelas células cerebrais.
idoso
Destas deficiências, num e noutro sentido, resulta que o tétano muscular nem sempre é perfeito, o gesto motor resulta trémulo, há perturbações na coordenação motora.
Estas situações podem ocorrer mesmo na ausência de estados de insuficiência cerebral, a que muitas vezes estão associadas — sendo, em grande parte, apenas produto de carência de impulsos tonígenos que sobre o sistema nervoso o exercício físico pode determinar e, por conseguinte, ainda reversíveis.
Vemos, com efeito, que uma actividade muscular bem orientada pode normalizar estes transtornos da motricidade e da função nervosa.

Apenas membros podem comentar. Login ou Registe-se!