Falhas dos Lares em Portugal

28/03/2013 Uncategorized

Avaliações feitas pela entidade Deco, detetaram falhas nos lares de idosos em Portugal, sendo essas falhas a nível de falta de higiene, falta de principio e cumprimento na administração de fármacos aos utentes e ocorrem por vezes falhas na ida ao médico ou consultas de certas especialidades. A avaliação concluiu também um grande tempo de espera para obter uma vaga num lar e mesmo grandes intransigência com pouca transparência na admissão dos idosos.
Esta avaliação feita pela Deco Proteste foi feita junto de familiares de idosos que se encontram em lares de idosos, e teve como objetivo fazer uma avaliação das condições em que o idoso ou idosos estão inseridos a quando da aceitação numa instituição como é o lar. O número de inquiridos nesta avaliação rondaram 690 famílias de idosos residentes em lares, dando uma referência da vida diária e da realidade onde o idoso é cuidado e acompanhado.
O tempo de espera para a admissão de um idoso num lar ronda , em média, um ano e isso ocorre quando morre e surge uma vaga no lar. Existem mesmo indicações de três anos de espera, concluindo-se assim que o idoso morre à espera de um Lar…
O responsável da Deco, Srº Bruno Santos afirmou para uma rádio que a maior parte das famílias portuguesas que querem colocar um idoso num lar têm de mexer os cordelinhos e ter contactos de amigos, por forma a todo o processo da entrada de um idoso num lar ser mais rápido.
A transparência na admissão nos lares deixa muito a desejar, essencialmente nos públicos e nos público-privados. Há relatos de alegados pagamentos a funcionários, em subornos.